Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Gang violento faz dez roubos em dois dias

Grupo armado com metralhadora começou ontem a ser julgado. Há mais de 100 vítimas.
13 de Fevereiro de 2014 às 11:35
Metralhadora Galil foi usada em assalto a supermercado em Alenquer
Metralhadora Galil foi usada em assalto a supermercado em Alenquer FOTO: Direitos Reservados

Metralhadora em punho, o gang violento fez mais de 60 roubos em apenas oito meses. Entre janeiro e agosto de 2012, sete homens e um menor atacaram pessoas na rua, estabelecimentos comerciais e até carrinhas de valores. No total fizeram mais de 100 vítimas - dez deles em menos de 48 horas - e arrecadaram mais de meio milhão de euros. Ontem, sete dos arguidos começaram a ser julgados no Tribunal de Cascais.

O grupo, que vivia em bairros sociais da Grande Lisboa, juntou-se no final de 2011 e cometeu o primeiro crime a 5 de janeiro de 2012. Em plena autoestrada de Cascais (A5), forçaram uma mulher chinesa a parar o carro. Apontaram-lhe duas caçadeiras e uma faca ao pescoço. Fugiram com 9500 euros.

Dias depois, o alvo foi uma carrinha de valores, em São Domingo de Rana. Dispararam 35 tiros com a Galil, uma metralhadora de fabrico israelita usada normalmente por tropas paraquedistas, mas os seguranças escaparam.

Antes de serem detidos entraram numa espiral de violência. Em apenas 48 horas, depois de fazerem um carjacking, percorreram mais de 500 quilómetros, entre as Caldas da Rainha, Espinho ou Castelo Branco.

No percurso roubaram outros carros com o mesmo método e cometeram dez assaltos à mão armada. Os veículos eram incendiados quando abandonados.

cascais grupo armado gang metrelhadoras
Ver comentários