Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Gasolina trama ladrões

O Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da GNR de Viseu desmantelou um grupo que se dedicava aos furtos, sobretudo de veículos, na zona de Viseu e de Abrantes, cidade de onde o grupo é natural e onde era procurado pelas autoridades policiais.
10 de Setembro de 2007 às 00:00
O NIC da GNR de Viseu prendeu um grupo que furtava carros
O NIC da GNR de Viseu prendeu um grupo que furtava carros FOTO: Paulo Espadanal
Segundo o CM apurou, o grupo era constituído por cinco jovens, entre os 18 e 29 anos, que por vezes actuavam em separado. A GNR conseguiu deitar mãos ao suspeitos depois destes terem furtado três viatura num stand nas termas de São Pedro do Sul. Rebentaram com a porta do stand ao ar livre, pegaram nas chaves que estavam no escritório, e roubaram três viaturas.
No entanto, não foram muito longe com os veículos já que os mesmos tinham pouco combustível e ficaram sem gasolina.
De acordo com o capitão José Ferreira, comandante do destacamento da GNR de Viseu, três dos jovens foram apanhados junto a uma oficina de Vouzela. “Tinham lá ido arranjar uma das viaturas furtadas”, adiantou o oficial da GNR salientando que os outros dois sujeitos foram detidos durante o desenvolvimento da investigação, na zona de Abrantes.
Os cinco jovens – apenas um tem familiares em São Pedro do Sul – deslocaram-se de Abrantes até à zona de Viseu numa carrinha Volkswagen Passat que foi comprada com um cheque falso. O capitão José Ferreira adianta que os jovens poderão ser os autores de outros furtos ocorridos nas últimas semanas na zona de Dão Lafões.
Os indivíduos foram presentes ao juiz do Tribunal de São Pedro do Sul: três ficaram em prisão preventiva e dois sujeitos a apresentações bi-semanais na GNR.
PORMENORES
PROCURADOS
De acordo com fonte da GNR, os indivíduos eram procurados na zona de Abrantes por suspeita de furtos de veículos e em estabelecimentos.
QUIOSQUE
O grupo de jovens é suspeito de ter furtado 2000 euros em artigos num quiosque de São Pedro do Sul, de um assalto perpetrado numa associação de Arcozelo, e outro a um estabelecimento na Senhora do Castelo, em Vouzela.
Ver comentários