Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Gatunos levaram portas de ossários

O cemitério da Mexilhoeira Grande, no concelho de Portimão, está na mira dos gatunos. Ao longo de pouco mais de dois meses, os larápios já efectuaram três investidas. Nas duas primeiras roubaram grades de ferro e na última as portas de mais de três dezenas de catacumbas e ossários.
4 de Outubro de 2007 às 00:00
Foram roubadas as portas de 13 catacumbas e de 20 ossários. A GNR está a investigar o caso
Foram roubadas as portas de 13 catacumbas e de 20 ossários. A GNR está a investigar o caso FOTO: Paulo Marcelino
Os crimes verificaram-se sempre a coberto do escuro da noite. A última ‘visita ‘deu-se no final da passada semana. Após partirem o cadeado do portão principal, os gatunos dirigiram-se às 27 catacumbas existentes no cemitério. Não mexeram nas que tinham restos mortais, mas levaram 13 portas das que estavam desocupadas.
Os ossários também despertaram o interesse dos larápios. Existe uma centena de estruturas, mas, mais uma vez, só mexeram naquelas que estavam por utilizar. Desapareceram 20 portas. O presidente da Junta de Freguesia da Mexilhoeira, Ventura Martins, estima que, no total, o prejuízo ronde os “5 mil euros”.
Mas esta não é primeira vez que o cemitério é assaltado. Em Agosto e em Setembro já tinha acontecido o mesmo. Na altura, foram furtadas estruturas de gradeamento, em aço inox, cada uma pesando “uns 350 quilos”. Ao que tudo indica, o metal roubado será depois vendido a sucateiros. A GNR está a investigar.
Ver comentários