Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Gentil Martins quer saída de Pedro Nunes

O antigo presidente da Ordem dos Médicos, António Gentil Martins, lançou ontem um apelo, em carta aberta, para que Pedro Nunes – bastonário e candidato à reeleição – se demita.
22 de Dezembro de 2007 às 00:00
“Se houver segunda volta (o que espero bem não aconteça porque Pedro Nunes, publicamente, deveria anunciar a sua desistência), não deixarei de votar Miguel Leão e aconselhar a que todos os médicos o façam”, declara o cirurgião pediátrico.
Apesar de ter votado em Pedro Nunes na primeira volta das eleições, por este ter tomado uma posição mais clara que Miguel Leão quanto ao Código Deontológico, aborto e eutanásia, e “face à prepotência e arrogância do ministro da Saúde”, Gentil Martins diz que é “inadmissível, ilegítimo e ilegal que um presidente se auto-suspenda e nomeie um sucessor”.
No documento a que o CM teve acesso, Gentil Martins acusa ainda Pedro Nunes de cometer dois erros que considera graves, designadamente o de violar a confiança dos que o elegeram para representar a Ordem dos Médicos até ao final do mandato e, em segundo, o de “recusar-se a reconhecer a vitória” do adversário, Miguel Leão, “o que deveria levá-lo a abster-se de obrigar a uma segunda volta”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)