Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Gestor desviava dinheiro das contas comuns de prédios que administrava

Dono de empresa vai começar a ser julgado em Santarém.
J.N.P. 4 de Junho de 2019 às 08:20
Tribunal de Santarém
Tribunal de Santarém
Tribunal de Santarém
Tribunal de Santarém
Tribunal de Santarém
Tribunal de Santarém
Tribunal de Santarém
Tribunal de Santarém
Tribunal de Santarém
Tribunal de Santarém
Tribunal de Santarém
Tribunal de Santarém
O dono de uma empresa de gestão de condomínios vai começar a ser julgado em Santarém por suspeita de ter desviado mais de 6600 euros das contas comuns de prédios que administrava no Entroncamento.

O arguido, de 67 anos, está acusado pelo Ministério Público de quatro crimes de abuso de confiança e dois de infidelidade, mas já tem cadastro: em abril de 2018, foi condenado no Entroncamento a 20 meses de prisão, com pena suspensa mediante a devolução de 6180 euros ao condomínio lesado; e tem outra condenação a 18 meses de prisão, suspensos mediante a restituição de 4000 euros a outro prédio, mas a sentença ainda não transitou em julgado.

É considerado que o arguido tem feito modo de vida do desvio de verbas de condomínios que geria.
Entroncamento Santarém Ministério Público crime lei e justiça questões sociais julgamentos
Ver comentários