Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

GNR apanha assaltante

A prisão preventiva foi determinada pelo Tribunal Criminal de Lisboa a um homem de 18 anos, alegado autor da tentativa de homicídio de um jovem de 17 anos, Nélson de Jesus, no Campo Grande, em Lisboa, para lhe roubar um MP3 e o telemóvel.
15 de Fevereiro de 2007 às 00:00
As paragens dos autocarros do Campo Grande são palco de assaltos
As paragens dos autocarros do Campo Grande são palco de assaltos FOTO: Pedro Catarino
O suspeito foi detido em Bucelas, na manhã de terça-feira passada, por militares do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Loures da Guarda Nacional Republicana.
O crime aconteceu ao início da manhã de 1 de Outubro passado. Nélson de Jesus, cabo-verdiano trabalhador na construção civil, estava numa paragem de autocarro, no Campo Grande, para regressar à sua residência, na Apelação, Loures, depois de uma noite de diversão. Enquanto esperava, ouvia música num leitor de MP3.
Foi nessa altura que Nélson foi rodeado por um grupo de dez indivíduos, que lhe exigiu a entrega do telemóvel e do leitor de MP3.
O jovem ainda resistiu, mas em breve uma faca espetada nas costas, o fez render-se. Os assaltantes fugiram, então, deixando a arma espetada nas costas da vítima.
Nélson de Jesus, depois de assistido pelo INEM foi levado para o Hospital de Santa Maria, com perfuração do pulmão esquerdo, onde ficou internado e sobreviveu.
A Polícia Judiciária tomou conta das investigações, que culminaram na emissão de mandados de detenção fora de flagrante delito.
Os militares do NIC de Loures foram envolvidos na investigação e, após várias diligências, identificaram alguns dos elementos do grupo e, através do seu interrogatório, lograram identificar e deter o presumível autor do crime, um homem de 18 anos, de nacionalidade portuguesa.
A detenção ocorreu pelas 11h30 de terça-feira e o detido foi presente ao Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa, sob a acusação de homicídio qualificado na forma tentada.
O juiz de instrução, após primeiro interrogatório determinou a prisão preventiva do suspeito até à data do julgamento.
Nélson de Jesus vive com a mãe. Quando esta soube da agressão ao filho, teve uma crise de nervosismo e feriu-se ao partir um vidro da porta de casa, o que a levou também a ser internada no Hospital de Santa Maria. Segundo testemunhas, na zona das paragens dos autocarros do Campo Grande são frequentes os assaltos violentos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)