Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

GNR apanha cobre

Dois furtos de fio de cobre foram travados pela Guarda Nacional Republicana em locais distintos e no mesmo dia. A detenção de seis indivíduos em flagrante delito foi possível graças ao alerta de um popular, num dos casos, e a um sistema de alarme que permitiu a rápida intervenção da GNR, no outro.
25 de Janeiro de 2010 às 00:30
Furtos de cobre são comuns por se tratar de um material muito  valioso
Furtos de cobre são comuns por se tratar de um material muito valioso FOTO: Paulo Marcelino

As duas acções ocorreram no sábado. A primeira, cerca das 10h00, foi no apeadeiro de Olhos d’Água (Albufeira), onde foram interceptados dois indivíduos, de 39 e de 45 anos. A detenção em flagrante delito foi possível porque um popular telefonou para alertar as autoridades. Os dois detidos, que estavam a furtar fios de cobre das instalações ferroviárias, foram presentes ao Tribunal de Albufeira, que os mandou em liberdade enquanto decorre o inquérito.

A segunda detenção ocorreu pelas 17h00 de sábado, próximo da fábrica de tijolo de Algoz (Silves). Quatro indivíduos, de 59, 45, 31 e 26 anos, residentes em Portimão e todos elementos da mesma família, incluindo um pai e dois filhos, foram detidos na posse de 300 quilos de fio de cobre, já colocados numa carrinha depois de furtados do interior de um contentor de armazenamento. O contentor estava ligado a uma central de alarme, que alertou a GNR em Armação de Pêra, desencadeando a operação de detenção em flagrante. Os quatro suspeitos são hoje presentes ao Tribunal de Silves.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)