Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

GNR DE ALBUFEIRA DÁ GOLPE NO TRÁFICO

A GNR de Albufeira efectuou um importante golpe no pequeno tráfico, ao desmantelar um grupo de doze africanos, com idades entre os 23 e 40 anos, tido como dos principais responsáveis pelo fornecimento de droga aos consumidores da cidade.
23 de Agosto de 2003 às 00:00
A acção da GNR, envolvendo 25 militares, teve lugar nos Brejos, próximo do cemitério novo da cidade
A acção da GNR, envolvendo 25 militares, teve lugar nos Brejos, próximo do cemitério novo da cidade FOTO: Paulo Arez
A operação, que envolveu 25 militares e teve lugar no sítio dos Brejos, junto ao cemitério novo, foi desencadeada após investigações, tendo sido apreendida uma quantidade de heroína e cocaína suficiente para fazer cerca de mil doses individuais.
A acção teve início ao romper do dia de quinta-feira, com os militares a montarem uma apertada vigilância (com recurso, inclusive, a meios de visão à distância) em torno de um descampado referenciado como local de tráfico. Todas as entradas e saídas da zona foram alvo de controlo.
Não foi preciso esperar muito para serem detectados indivíduos a traficar no local, o que foi confirmado com a intercepção de sete toxicodependentes que já se haviam abastecido.
A GNR decidiu então avançar em direcção aos traficantes, apanhando de imediato nove cabo-verdianos e um angolano com 80 gramas de heroína e 16 de cocaína. Foi ainda apreendido um carro, diversos artigos em ouro e telemóveis.
Após estas detenções, dois outros cabo-verdianos, igualmente referenciados como traficantes - e que já anteriormente haviam estado no local -, foram detectados, pondo-se em fuga pelo mato. No entanto, acabariam por ser detidos mais tarde.
A droga traficada pelos agora detidos (com excepção de um, todos se encontram em situação irregular no nosso País) era trazida da Grande Lisboa (Margem Sul). Segundo o capitão Matias, responsável pelo Destacamento da GNR de Albufeira, “o grupo apresentava alguma organização”.
BRASILEIRO ATACA PORTUGUÊS
A PSP de Lagos efectuou a detenção de um brasileiro, de 25 anos de idade, que agrediu com um aparelho de musculação um português, de 22 anos, em plena via pública, no centro da cidade.
A vítima foi atingida na cabeça, embora sem grande gravidade (sofreu um corte), tendo recebido assistência hospitalar. O estrangeiro acabou detido por um agente da PSP que passava no local, não se sabendo o que terá estado na origem da agressão.
Entretanto, em Portimão foi detido pela PSP local um indivíduo, de 30 anos de idade, que, na sequência de um acidente de trânsito na cidade, proferiu injúrias contra os agentes que se deslocaram ao local para tomar conta da ocorrência e chegou a fazer riscos na pintura do carro da Polícia.
O homem em causa era acompanhante do condutor de uma das viaturas. Do acidente nem sequer resultou qualquer problema de maior, tudo se limitando a ‘chapa batida’.
Ver comentários