Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

GNR desmantela rede de ‘Calucho’

Há vários meses que o Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Matosinhos vigiava ‘Calucho’, o líder de uma rede de tráfico de droga de Vila do Conde, que ontem foi desmantelada. No total, os militares envolvidos na operação apreenderam 109,5 quilos de haxixe, avaliados em cerca de 140 mil euros. Doze pessoas, com idades entre os 22 e 45 anos, entre as quais três mulheres, foram detidas.
1 de Agosto de 2010 às 00:30
Além dos fardos de droga, a GNR apreendeu armas e diversos carros e motas, durante a manhã de ontem
Além dos fardos de droga, a GNR apreendeu armas e diversos carros e motas, durante a manhã de ontem

Em casa de ‘Calucho’, cuja companheira, a irmã e o cunhado também foram detidos, a GNR encontrou 43 mil euros. A maioria da droga estava escondida na casa de um braço-direito de ‘Calucho’, na freguesia de Vairão. Na habitação havia 90 quilos de haxixe escondidos debaixo de uma cama. Os arguidos são suspeitos de abastecerem as zonas do Porto, Minho e Alto Minho.

Durante a manhã de ontem, 86 militares realizaram 10 buscas domiciliárias, sendo que a maioria se realizou em Vila do Conde e uma delas em Landim, Vila Nova de Famalicão. As casas da mãe e dos avós de ‘Calucho’, em Caxinas, Vila do Conde, também foram visadas nas buscas.

Além dos fardos de haxixe, a operação ‘Árvore das Patacas’ permitiu apreender ainda oito carros, duas motas, três armas de fogo e seis armas brancas, além de 44 215 euros.

Ao que o CM apurou, entre os detidos há desempregados a receber o subsídio de desemprego. A ‘Calucho’ e à restante família detida, não são conhecidas quaisquer profissões. Dois dos arguidos têm antecedentes criminais e um outro estava em prisão domiciliária.

Os detidos são presentes amanhã ao Tribunal de Vila do Conde.

Ver comentários