Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

GNR detém mulher que violou confinamento obrigatório para ir trabalhar em farmácia de Grândola

Após contacto com a autoridade local de saúde, os militares confirmaram que a mulher deveria estar a cumprir confinamento obrigatório.
Joaquim Bernardo 22 de Janeiro de 2021 às 16:03
A carregar o vídeo ...
Após contacto com a autoridade local de saúde, os militares confirmaram que a mulher deveria estar a cumprir confinamento obrigatório.

A GNR de Grândola deteve, esta sexta-feira, dia 22 de janeiro, uma mulher de 28 anos por violação do confinamento obrigatório a que estava sujeita, no âmbito da pandemia de Covid-19, em Grândola.

Fonte da GNR, explicou que "na sequência de uma denúncia, os militares da Guarda deslocaram-se ao posto de trabalho da visada, tendo confirmado que a mesma se encontrava a efetuar atendimento ao público nesse local". A mulher trabalha numa farmácia.

Após contacto com a autoridade local de saúde, os militares confirmaram que a mulher deveria estar a cumprir confinamento obrigatório.

A visada foi constituída arguida, e os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial de Grândola.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
GNR Grândola Covid-19 crime lei e justiça julgamentos
Ver comentários