GNR morre depois de protesto de polícias em Lisboa

Jerónimo Conde, natural da Guarda, sofreu ataque cardíaco.
22.11.13
GNR morre depois de protesto de polícias em Lisboa
Jerónimo Conde, militar da GNR que morreu de ataque cardíaco após a manifestação de polícias

Um militar da Guarda Nacional Republicana (GNR) morreu, na quinta-feira, vítima de ataque cardíaco depois de ter participado na manifestação das forças de segurança, na Assembleia da República, avança fonte do Comando Geral da GNR ao Correio da Manhã.

Jerónimo Conde, de 46 anos, era natural do Marmeleiro, Guarda, e exercia funções no Comando Geral da GNR, em Lisboa. Quando sofreu o ataque cardíaco e caiu em plena rua, Jerónimo Conde estava acompanhado pelo seu irmão, agente da PSP.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
26 Comentários
  • De Oscar Lambuças24.11.13
    Naquele dia em Portugal devem ter morrido umas largas dezenas, alguns até a trabalhar e não foram notícia...
    Responder
     
     2
    !
  • De Justo23.11.13
    A reação deste desgoverno focalizou-se no subir as escadarias do parlamento,apenas a presidente compreendeu o protesto,os outros: Portas,Macedo Negrão, Coelho,têm o deles garantido e ignoram quem protesta por ser roubado
    Responder
     
     6
    !
  • De anoni23.11.13
    Força continuem o povo está unido. Foi pena este acontecimento. Condolências à família
    Responder
     
     4
    !
  • De Mariana23.11.13
    PRESCREVO,ANÓN.Só faltava um monte de ignorantes vir para aqui dizer que morreu por causa da austeridade, troika, bla bla bla! agora toda a gente q morre é por causa do (des)governo queres ver! pêsames à família e amigos
    Responder
     
     5
    !
  • De Margarida Neves de Sá23.11.13
    Como uma simples cidadã, não posso deixar de lamentar esta morte que dá a quem partiu o estatuto de Herói, que morreu em defesa dos direitos que lhe estão a ser suprimidos. Obrigada Amigo, pela Luta que também é do Povo!
    Responder
     
     12
    !