Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

GNR não foi avisada

A GNR não tinha sido informada do espectáculo que estava a decorrer no Salão de Festas de Loulé, na noite de sábado. Quando os militares foram chamados ao local, devido a desacatos, estavam à espera de encontrar uma pequena festa privada. Em vez disso, tratava-se de um espectáculo de variedades com cerca de meia centena de pessoas no público.
27 de Agosto de 2008 às 00:30
Guardas não sabiam o tipo de festa que decorria no salão municipal
Guardas não sabiam o tipo de festa que decorria no salão municipal FOTO: Nuno Jesus

"Apesar de não existir obrigatoriedade, por uma questão de bom relacionamento entre as entidades, a Guarda devia ter sido avisada do que se passava no local", disse ao CM, fonte da GNR, "só assim se podem deslocar os meios adequados a cada situação", acrescenta.

Ao CM, Seruca Emídio, presidente da Câmara de Loulé – entidade responsável pelo espaço – afirmou que "todas as semanas acontecem festas no salão e nunca se colocou a questão de avisar a GNR". O autarca refere, no entanto, que "com o estado das coisas que estão pelo País, pelo que se vê, nada é seguro, temos de ser mais cautelosos".

Entretanto, ontem, apresentaram-se, na GNR, os dois suspeitos da autoria das agressões aos agentes que ainda não tinham sido identificados. Foram ouvidos e constituídos arguidos, à semelhança dos outros dois, já ouvidos no domingo e segunda-feira. Ficam a aguardar eventual julgamento, após a conclusão do inquérito em curso.

Ver comentários