Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

GNR salva banhista

Um soldado da GNR de Sines arriscou ontem a vida para salvar dois jovens de nacionalidade ucraniana que lutavam desesperadamente contra a corrente do mar numa zona de rochas na praia pequena, em Porto Covo.
24 de Julho de 2005 às 00:00
Os embates nas rochas feriram o soldado Ferreira nos pés, costas e ancas
Os embates nas rochas feriram o soldado Ferreira nos pés, costas e ancas FOTO: Alexandre M. Silva
Um dos banhistas acabou, no entanto, por falecer apesar dos esforços do militar que, com a ajuda de um médico e de uma enfermeira que estavam na praia, ainda tentou reanimar a vítima com massagens cardíacas.
“Já estava bastante mal quando o tirei para fora de água. Fiz o que pude”, lembrou com alguma tristeza o soldado Paulo Ferreira, de 26 anos, que na altura do incidente estava a patrulhar a costa de Sines de bicicleta com um outro militar.
“Quando chegámos à praia vimos um burburinho e chamaram-nos para socorrer os dois rapazes que se estavam a afogar. Despi a roupa e atirei-me ao mar sem pensar que podia também lá ficar. Mas só o fiz naquelas condições porque sei nadar e pratico desportos aquáticos”, disse.
Este herói lembrou ainda que naquele momento a prioridade era salvar o ucraniano que estava mais afastado da praia.
“Depois de ter ido buscar este indivíduo, que sofreu apenas ferimentos, consegui ainda tirar o outro jovem junto das rochas com a colaboração do meu colega de patrulha e de dois populares, mas infelizmente já era tarde”, relatou o soldado, que sofreu também algumas escoriações no pé, nas costas e na anca provocadas pelo embate nas rochas.
Os dois ucranianos, ambos com cerca de 30 anos e residentes na região de Lisboa, resolveram entrar na água minutos antes das 13h00, desrespeitando as indicações de perigo bem visíveis naquela praia não vigiada.
“Não ligaram ao sinal de aviso de correntes fortes e foram levados contra as rochas. Se não fosse o acto de coragem do militar da GNR tinham ficado os dois”, referiu Pedro Preto, um banhista residente em Lisboa e que se encontrava na praia com a sua família quando se deu o incidente. Durante o salvamento das vítimas, um dos populares sofreu também escoriações. Todos os feridos foram assistidos no Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacem.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)