Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

GNR tenta suicídio

Um elemento da GNR, actualmente a prestar serviço no Posto de Lagos, tentou ontem à tarde pôr termo à vida, na via pública, em pleno centro de Portimão. O militar, de 33 anos de idade e cuja identidade não foi divulgada, cortou os pulsos junto ao estádio do Portimonense Sporting Club, cerca das 18h00.
9 de Novembro de 2007 às 00:28
Contactada pelo CM, fonte do Destacamento Territorial da GNR de Portimão confirmou o caso e garantiu que a situação não se deveu a problemas profissionais. Terão sido questões de “ordem pessoal e psicológica”, explicou a referida fonte.
A vítima foi rapidamente transportada pelos Bombeiros Voluntários de Portimão para o Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio (CHBA), onde recebeu tratamento. Fonte hospitalar referiu que o militar deu entrada no Serviço de Urgência cerca das 18h15, tendo seguido para a Pequena Cirurgia, onde foram suturadas as feridas dos pulsos. Apesar de ter perdido bastante sangue, encontra-se livre de perigo, assegurou a mesma fonte. No entanto, pelo facto de se encontrar “psicologicamente descompensado”, poderá vir a receber tratamento psiquiátrico.
No CHBA, onde esteve sempre acompanhado por um amigo da GNR, o militar mostrou-se bastante confuso e agitado, afirmando repetidamente que se queria “ir embora”. A GNR está a acompanhar de perto a situação do militar.
Este ano já houve cinco suicídios consumados entre homens da GNR. O número 800962000 foi criado para apoiar os militares.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)