Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

GNR recusa soprar no balão

Guarda de 48 anos foi detido pela GNR de Vila de Rei após acidente em que esteve envolvido.
15 de Janeiro de 2015 às 09:00
Tribunal de Castelo Branco
Tribunal de Castelo Branco FOTO: Edgar Martins

O Tribunal de Castelo Branco condenou ontem um militar da GNR a pagar uma multa 640 euros pelo crime de desobediência à autoridade – depois de se ter recusado a soprar no balão.

O guarda de 48 anos, a prestar serviço na GNR da Sertã, foi detido por uma patrulha do posto de Vila de Rei, após a recusar-se a efetuar o teste de alcoolemia na sequência de um acidente de viação em que esteve envolvido, em 27 de dezembro. Além da multa, o militar fica inibido de conduzir cinco meses.

A somar a esta pena, da qual o arguido ainda pode recorrer, o guarda terá de responder também internamente, uma vez que a GNR abriu um inquérito disciplinar para avaliar a sua conduta.

GNR Sertã Tribunal de Castelo Branco Vila de Rei álcool balão
Ver comentários