Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Golfinhos fazem sensação no Tejo

Só os mais velhos entre os pescadores de Vila Franca de Xira se lembram bem de vê-los aos saltos no meio do rio. Há mais de 40 anos que os golfinhos não davam por ali um ar da sua graça. Surgiram de surpresa na passada terça--feira – dois, ao que se supõe uma fêmea e o seu filhote, ambos azuis escuros no dorso e brancos na zona do ventre. São assim os golfinhos comuns, espécie frequente na costa, mas rara nos rios do País.
20 de Fevereiro de 2010 às 00:30
Fernando, pescador, conta ter resgatado os animais quando nadavam numa zona do Tejo quase seca na maré baixa
Fernando, pescador, conta ter resgatado os animais quando nadavam numa zona do Tejo quase seca na maré baixa FOTO: Mariline Alves

Rosa e Fernando Fernandes, casal de pescadores, contam tê-los visto pelo meio-dia no Mouchão do Lombo do Tejo, quando se encaminhavam para uma zona de lodo, "o mais pequeno sempre ao pé da mãe". Temendo pela vida dos animais, dizem que os puxaram pela barbatana caudal. Não tendo a operação resultado, carregaram-nos para o barco. "O mais novo, aí com uns 80 centímetros estava inquieto", relata Fernando.

É nos olhos de Rosa que melhor se vê a emoção, mesmo se há quem duvide que tenha transportado os golfinhos, que "não se mostraram agressivos." O casal deixou-os na zona do Mar da Palha, entre a Lezíria e o Mouchão, regressando a terra. Mas, durante a tarde, haviam de rever a dupla, que subiu com a maré até aos pilares da ponte e por lá andou até à noite. A bordo de um semi-rígido, uma equipa dos Bombeiros de Vila Franca de Xira acompanhou-os na deambulação. Antes do regresso ao oceano.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)