Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Governo dos Açores considera as medidas tardias

Segundo Governo Açoriano as medidas para o sector do leite vêm tarde de mais
Lusa 28 de Agosto de 2015 às 21:30
Vasco Cordeiro, presidente do Governo Regional dos Açores
Vasco Cordeiro, presidente do Governo Regional dos Açores FOTO: LUSA
O Governo açoriano considerou esta sexta-feira que a proposta de medidas para o setor do leite "peca por muito tardia" e que o pacote anunciado por quatro países europeus deixa de fora ajudas adicionais aos Açores, região ultraperiférica e insular.

O secretário regional da Agricultura, Luís Neto Viveiros, afirmou, em declarações à Lusa, que o Governo dos Açores tem, nos últimos meses, defendido a intervenção no mercado do leite e que se a "pressão junto da Comissão Europeia", que "agora se vislumbra", por iniciativa de quatro países, tivesse ocorrido há mais tempo, provavelmente, os preços pagos aos produtores não tinham atingido valores tão baixos como os atuais.

Neto Viveiros destacou que a proposta para aumentar os preços de referência do leite que permitem a intervenção no mercado "está no âmbito" daquilo que o Governo Regional dos Açores.

No entanto, acrescentou que "fica de fora" do pacote apresentado hoje por Portugal, Espanha, Itália e França uma outra reivindicação açoriana e pela qual o arquipélago "tem pugnado" junto de Lisboa e Bruxelas: a necessidade de, enquanto o mercado não se ajusta ao novo cenário de liberalização, haver também "ajudas adicionais" a regiões como os Açores, enquanto região ultraperiférica e insular, que está mais distante dos mercados de consumo.





Governo Açoriano Agricultura
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)