"Governo não resolve problema da pediatria do São João se não quiser" - Ordem dos Médicos

Bastonário teme que a situação se continue a arrastar no tempo e avisa que se assim for, a contestação pode subir de tom.
05.11.18
  • partilhe
  • 0
  • +
O bastonário da Ordem dos Médicos disse esta segunda-feira que o problema da ala pediátrica do São João só não se revolve se o governo não quiser, lembrando que, no caso da banca, injeta milhões de euros "com muita facilidade".

"Só não se revolve se o governo não quiser. O governo tem vários mecanismos para resolver esta situação (...) Porque o governo com muita facilidade é capaz de injetar umas centenas de milhões de euros num banco, mas com muita dificuldade é capaz estas questões de proximidade para as pessoas que é terem acesso às escolas e aos hospitais", considerou Miguel Guimarães.

Em declarações à Lusa, Miguel Guimarães defendeu que "não chega dizer que vai haver mais 200 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde ou 500 milhões para a Saúde", é necessário, de facto, "resolver as situações que estão mal" e no caso da pediatria do Hospital de São João, no Porto, assegura, "não é tão complexo assim, passar as crianças para dentro do hospital. Existe espaço".

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!