Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Grávidas no Guinness

A ideia do evento ’Barrigas de Amor’ era original: reunir o máximo número de grávidas portuguesas no Parque dos Poetas, em Oeiras, e entrar para o Guinness.
18 de Junho de 2007 às 00:00
Grávidas no Guinness
Grávidas no Guinness FOTO: Sérgio Lemos
“Tínhamos 2170 senhoras inscritas e contámos as que estavam dentro do recinto: 1307, porque muitas grávidas estavam no Parque dos Poetas, mas não dentro do espaço onde as contabilizámos”, disse ao CM Carlos Noivo, da produtora YProd, responsável pela organização.
O mau tempo e a chuva dos últimos dias não se abateram ontem sobre o Parque dos Poetas: “Pedi ao especialista de meteorologia Anthímio de Azevedo que nos fizesse uma previsão exacta para este dia e para este local”, disse Carlos Noivo, entre risos.
Foi com sol e calor que o espaço verde em Oeiras acolheu ontem, desde as 10h00 e até às 20h00, mais de um milhar de futuras mamãs e suas famílias, oriundas de vários pontos do País. Algumas estavam no fim do tempo previsto de gravidez mas, mesmo assim, não desistiram de passar um dia original. E o corpo dos Bombeiros estava presente em todo o espaço, caso alguma participante se sentisse mal ou entrasse mesmo em trabalho de parto.
Isaltino Morais, presidente da Câmara Municipal de Oeiras, não escondeu o orgulho que sentiu ao ver a “sua” Oeiras transformada numa pequena aldeia de mães: “É uma grande festa vermos aqui tantas grávidas, até porque a maternidade trasmite-nos sentimentos muito agradáveis. Além do convívio, esta é uma chamada de atenção para a queda da natalidade, um problema que afecta largamente o nosso País”, comentou.
No dia 19 de Maio, a cidade de Joanesburgo, na África do Sul, recebeu um evento semelhante ao de ontem, na medida em que 1146 grávidas se reuniram debaixo do mesmo tecto, com o objectivo de entrarem para o ‘Livro de Recordes do Guinness’. No entanto, ontem, as futuras mamãs portuguesas venceram o desafio: eram 1307. Carlos Noivo, que ao início da manhã se mostrava confiante, chegou à noite feliz: “Todo o evento superou as nossas expectativas e, claro, batemos o recorde!”
PAÍS PRECISA DE UM MILHÃO DE CRIANÇAS
Portugal tem um défice de 40 por cento de natalidade, ou seja, nascem 1, 4 crianças por casal quando o necessário para renovar gerações é de 2,1. Dados recentes revelados pelo Instituto Nacional de Estatística indicam que em 2005 nasceram apenas 109 457 bebés em Portugal, o número mais baixo desde 1995, o que significa que a quebra de natalidade está a acentuar-se.
Ao mesmo tempo, a idade média para a mulher ter o primeiro filho tem vindo a aumentar progressivamente. Em 2001 situava-se nos 25 anos e, cinco anos depois, está nos 27/28 anos. Actualmente, metade das famílias nacionais optam por não ter filhos e 24 por cento decidem ter apenas um. Uma percentagem muito reduzida da população (três por cento) ‘arrisca’ ter três ou mais filhos. Feitas as contas, o défice de natalidade é de quase um milhão de crianças e jovens.
NOTAS
- Rita Lungu tem 31 anos e espera ansiosa, e pela primeira vez, a chegada da cegonha. Está grávida de 27 semanas. Vive na Ericeira e quis participar na mega-reunião que juntou grávidas de todo o País em Oeiras. Almoçou em casa e seguiu com o marido para o evento. Curiosamente, esta futura mamã não quer saber o sexo do seu primeiro bebé.
- Marília Colaço nunca perdeu a esperança de um dia ser mãe. Tem 40 anos, vive em Carnaxide e espera, com enorme felicidade e alegria, a chegada do primeiro filho, que será uma menina. Grávida de 20 semanas, ainda tem bastante tempo para pensar em nomes. Deslocou-se ao encontro porque achou a temática muito apelativa.
- Ana Sofia Pacheco vive em Peniche com o marido. Tem 25 anos e está grávida de 26 semanas. “Acho piada ver tantas grávidas juntas”, disse. A futura mamã não sabe o sexo do bebé que carrega na barriga. “Ainda não deu para ver. Nas ecografias aparece sempre de pernas cruzadas”, diz, entre risos.
- Thais Faria, de 21 anos, é brasileira mas vive em Lisboa. Aguarda a qualquer momento que nasça o seu rapaz. Está grávida de 40 semanas, acrescidas de quatro dias. “Acho graça ver tanto barrigão junto, é muito engraçado”, diz a jovem que foi com amigas – também elas grávidas - ao Parque dos Poetas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)