Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

GREVE GERAL NA SAÚDE MARCADA PARA DIA 19

Médicos, enfermeiros, paramédicos, fisioterapeutas, radiologistas, auxiliares e administrativos vão fazer uma greve nacional de 24 horas no próximo dia 19. Tudo para contestar a Lei de Gestão Hospitalar que garantem ter como fim a privatização e que ontem foi discutida no Parlamento.
4 de Julho de 2002 às 23:19
Aliás, a paralisação foi precisamente anunciada por vários sindicatos do sector, ontem, à porta da Assembleia da República. O presidente do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP), José Carlos Martins, aproveitou para alertar que “esta paralisação é apenas o primeiro aviso”. Segundo o Correio da Manhã apurou, os enfermeiros já decidiram avançar para outras formas de luta, caso o Governo não aceite as alterações que estes profissionais exigem à Lei. Os enfermeiros não aceitam que a gestão do pessoal de enfermagem seja dada ao director de serviços.

Para além do SEP, a greve é também convocada pela Federação Nacional dos Médicos, sindicato da Ciência e Tecnologias e Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública. O ministro da Saúde, Luís Filipe Pereira, vai, assim, deparar-se com a primeira greve nacional nos hospitais. No entanto, o governante afirmou que se trata “apenas de uma federação, que não concorda com a lei”, ao contrário de outras associações que “a apoiam”.

Por outro lado, Filipe Pereira deixou um recado aos enfermeiros, dizendo que os directores de serviço “não vão interferir na competência técnica do pessoal de enfermagem, mas apenas gerir o departamento”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)