Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Grupo que organizou armadilha sexual acusado pelo Ministério Público

Jovem de 17 anos serviu de isco para um encontro sexual, em Sintra, com um homem de 25.
Sérgio A. Vitorino 7 de Dezembro de 2021 às 08:54
PJ deteve os sete assaltantes
PJ deteve os sete assaltantes FOTO: Pedro Catarino
Uma jovem de 17 anos serviu de isco para um encontro sexual, em Sintra, com um homem de 25, marcado pela aplicação de mensagens WhatsApp. O homem acabou atacado e roubado por quatro rapazes e três raparigas, dos 17 aos 22 anos, que na maioria estavam institucionalizados na Margem Sul. Os sete assaltantes, detidos em abril pela PJ, foram agora acusados pelo Ministério Público. Cinco deles estão em prisão preventiva e dois em domiciliária com pulseira.

A armadilha sexual ocorreu em janeiro. A vítima foi atraída à estação de Queluz e levada para um prédio para sexo a troco de dinheiro. Mas o homem foi agredido à coronhada, murros e pontapés e ameaçado com uma navalha e pistola de pressão de ar. Ficou sem vários bens e teve de entregar o cartão bancário e o código, tendo sido usado pelo grupo para levantamentos. Os atacantes levaram ainda o carro da vítima, sendo que o condutor nem sequer tinha carta.

WhatsApp Ministério Público Sintra Margem Sul PJ polícia crime lei e justiça
Ver comentários
}