Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Guardas perdoam multas com peixe

Três militares de Torres Vedras julgados por corrupção passiva.
Miguel Curado 18 de Outubro de 2016 às 14:10
Augusto Salgueiro é acusado de três crimes
João Morgado foi preso em flagrante
José Morais a sair do tribunal
Augusto Salgueiro é acusado de três crimes
João Morgado foi preso em flagrante
José Morais a sair do tribunal
Augusto Salgueiro é acusado de três crimes
João Morgado foi preso em flagrante
José Morais a sair do tribunal
Três militares do Destacamento de Trânsito da GNR de Torres Vedras começaram esta segunda-feira a ser julgados no Tribunal de Loures, por crimes de corrupção passiva e prevaricação. Na acusação, os arguidos foram apanhados a prometer perdão de multas de trânsito se recebessem peixes.

João Morgado, José Carlos Morais e Augusto Salgueiro (o primeiro guarda, e os dois últimos cabos), são os arguidos. Todos estiveram, até ontem, sujeitos à medida de coação de suspensão de funções da GNR.

No entanto, a mesma já ultrapassou o prazo previsto por lei, o que levou o coletivo de juízes, presidido por João Roldim, a declarar a extinção da mesma. Fonte oficial da GNR afirmou desconhecer ainda esta decisão, não referindo por isso se os mesmos poderão já voltar ao serviço.

Nenhum dos três arguidos quis prestar declarações em tribunal. Com os militares, no banco dos réus, estão sentados três civis, acusados de corrupção ativa.

Os factos em julgamento ocorreram entre meados de 2012 e finais de 2013. Durante esse período, os elementos do Destacamento de Trânsito de Torres Vedras foram apanhados em escutas telefónicas ou por denúncias de queixosos, em situações de corrupção ativa.

Além de dinheiro recebido ou pedido, João Morgado, José Carlos Morais e Augusto Salgueiro terão recebido uma oferta de um pescador (também arguido), que lhes prometeu "uns peixinhos" se lhe perdoassem uma multa. O julgamento prossegue a 24 de outubro.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)