Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Guerra aos cocós de cães em Lisboa

Eram apenas cinco. A partir de agora são 32 os equipamentos, conhecidos por motocães, destinados a aspirar os dejectos caninos dos passeios de Lisboa.
10 de Março de 2005 às 00:00
O vereador da Higiene Urbana da Câmara Municipal de Lisboa, António Monteiro, apresentou, ontem, em Belém, a nova ‘frota’, que, além dos 27 novos motocães, inclui 12 varredoras e duas lavadoras mecânicas, bem como uma carrinha com um dispositivo para limpar “graffitis”, através de jactos de água, quente ou fria, com granulado misturado.
Os motocães terão como área privilegiada de actuação as zonas de Campo de Ourique e Santa Isabel, onde, segundo afirmou o autarca, existe “grande concentração de animais domésticos”. A primeira paragem da carrinha preparada para limpar “graffitis” é o Bairro Alto. Quanto às varredoras e lavadoras mecânicas, vão concentrar-se nas ruas da Baixa.
As lavadoras e as varredoras custaram 1,3 milhões de euros, a carrinha antigraffiti 50 mil euros e os motocães 1,5 milhões. O vereador acredita que o investimento garantirá uma cidade mais limpa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)