Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Guiava sem carta viaturas da PSP

Durante vários anos, um agente da polícia de Aveiro, sem carta, conduziu os carros da PSP do comando distrital de Aveiro. Foi a mulher daquele, funcionária judicial de quem o polícia se está a divorciar, quem deu conta da situação.
5 de Julho de 2011 às 00:30
Agente do Comando de Aveiro é descrito pelos colegas de trabalho como prestável
Agente do Comando de Aveiro é descrito pelos colegas de trabalho como prestável FOTO: Carla Pacheco

"A esposa enviou uma carta a denunciar o caso e foi aberto um processo, que ainda corre, que para já concluiu que o agente não tem, de facto, carta de condução", explicou ao CM o comandante distrital da PSP de Aveiro, Intendente Gomes do Vale.

O agente principal, formador de tiro e Técnicas de Intervenção Policial, de cerca de 45 anos, conduziu, durante anos, o anterior comandante distrital, Francisco Bagina, e era o motorista dos oficiais de dia.

Enquanto decorre o processo, o polícia, apontado por colegas como exemplar e disponível, passou para a equipa velocipédica que faz patrulhamento em Aveiro. "Se o processo chegar à conclusão que, de facto, conduziu viaturas da PSP, e esses processos ainda não prescreveram, estará sujeito a uma sanção disciplinar e o caso será comunicado ao Ministério Público", diz Gomes do Vale. "Para já, a única coisa que posso dizer é que poderá ter conduzido viaturas da polícia, mas, até prova em contrário, é inocente", acrescenta, garantindo que nunca foi conduzido pelo suspeito.

O agente era escolhido pela sua condução segura, educação e compleição física que transmitia segurança aos graduados que faziam patrulhamento à noite.

O polícia era visto pelos colegas a guiar o carro particular, mas nunca ninguém suspeitou que o fizesse sem habilitação legal.

PSP AGENTE CARTA CONDUÇÃO VIATURAS AVEIRO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)