Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Há 231 famílias com carências

Quase 600 pessoas de São João da Madeira têm carência alimentar, e só não passam fome porque estão a ser apoiadas pela autarquia. O presidente da câmara municipal, Castro Almeida, confessa que está preocupado, mas garante que a autarquia está a preparar respostas para os tempos difíceis que se avizinham.
6 de Janeiro de 2012 às 01:00
Muitas da famílias com carências alimentares vivem no bairro social de Orreiro
Muitas da famílias com carências alimentares vivem no bairro social de Orreiro FOTO: Francisco Manuel

Os números são da Carta Social apresentada na última reunião de câmara. O autarca reitera que as questões sociais são uma prioridade.

"A atenção às questões sociais de-ve estar sempre entre as prioridades dos poderes públicos, em particular das autarquias", disse ao CM Castro Almeida.

Neste momento, são 231 as famílias com carências alimentares, o que corresponde a 570 pessoas num universo de 21 mil habitantes que estão a receber o apoio do Programa Comunitário de Ajuda Alimentar a Carenciados que integra quatro instituições locais.

"Em tempos difíceis como os que vivemos, as carências são ainda maiores e há mais famílias em dificuldades. É preciso, por isso, redobrar a atenção a quem mais precisa, em especial crianças e idosos", afirma Castro Almeida. Em Outubro de 2011, eram 125 as famílias do concelho que recebiam o Rendimento Social de Inserção.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)