Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

HÁ DEZ ANOS QUE HOMEM VIOLAVA A FILHA E A NETA

Dez anos foi o tempo que terá durado a brutalidade de um homem no seio da sua própria família. Há fortes indícios do indivíduo ter abusado sexualmente de uma filha e uma neta. Tais suspeitas levaram a Polícia Judiciária (PJ) de Lisboa a deter o suspeito na passada quinta-feira, soube-se ontem junto de fonte policial.
5 de Maio de 2004 às 00:00
As vítimas, conhecidas pelas autoridades, são a filha de 31 anos, com quem o suspeito terá mantido frequentes relações sexuais durante a última década, e uma neta com dez anos de idade. Ambas viviam com o suspeito agora preso.
Segundo o relato da PJ, tais factos ocorriam,“sob o efeito do terror em que o arguido mantinha toda a família”, visto tratar-se de um indivíduo que, “agredia violentamente a mulher, filhos e netos, a quem forçava a dedicar-se à mendicidade e à recolha e venda de ferro-velho, cujo produto lhe era entregue na totalidade e que gastava na compra de bebidas alcoólicas”.
O homem, de 58 anos de idade, desempregado da construção civil, está, segundo a Judiciária, indiciado pela prática de crime de abuso sexual de crianças e violação na forma agravada.
O indivíduo suspeito e a restante família vivem na periferia da Grande Lisboa, num bairro de habitações precárias. O detido foi presente a tribunal tendo-lhe sido determinada a medida de prisão preventiva.
ABUSAVA DE IRMÃOS E PRIMO
Os casos de abuso sexual de crianças e jovens por parte de elementos da mesma família são conhecidos com cada vez mais frequência.
O que agora se relata é divulgado dez dias depois do CM ter noticiado um outro de contornos semelhantes.
Nesse caso – também detectado e resolvido pela Judiciária de Lisboa – um jovem de 24 anos abusou durante três/quatro anos de dois irmãos e um primo.
Os abusos ocorreram num bairro degradado da periferia da zona de Lisboa, onde a família vivia em casas degradadas.
Na altura em que se iniciaram os actos ilícitos, as vítimas teriam 13, oito e seis anos.
O presumível violador, um homem introvertido e com desvios de personalidade, aproveitava as crianças andarem sempre juntas e ficarem muitas vezes sozinhas em casa, para abusar delas.
Também este homem ficou detido em prisão preventiva.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)