Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

“Há doentes internados em cadeiras de rodas”

As Urgências (SU) do Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio (CHBA), em Portimão, estão entupidas desde segunda-feira devido a um pico de afluência de doentes. Ontem, com as macas das ambulâncias a serem retidas várias horas no interior daquele serviço, bombeiros de várias corporações esperavam e desesperavam.
2 de Abril de 2008 às 00:30
Bombeiros esperaram ontem horas pelas macas das ambulâncias, retidas no interior das Urgências
Bombeiros esperaram ontem horas pelas macas das ambulâncias, retidas no interior das Urgências FOTO: Paulo Marcelino

"Uma maca do INEM, que deveria ser retida apenas dez minutos, já lá está há uma hora e há casos em que os bombeiros optam por deixar as macas e vão-se embora", referiram ontem ao CM fontes no local, adiantando que, ao princípio da tarde, "os doentes internados ou em observação no SU já davam a volta ao corredor".

Contactado pelo CM, o director do CHBA, Luís Batalau, confirmou a situação: "Até temos doentes internados em cadeiras de rodas. Mais do que a retenção das macas dos bombeiros, o nosso problema é já não termos sítio para as colocar", sublinhou, frisando esperar ter a situação resolvida "no prazo de 24 horas, se o fluxo normalizar".

Ontem, pelas 13h00, o SU tinha já recebido 108 adultos e 50 crianças, número que se esperava viesse a duplicar até ao fim do dia.

"Há muitos utentes cujas situações não são urgentes mas que continuam a acorrer ao SU, de forma indevida", alertou Luís Batalau. Mas, para o actual "entupimento" do SU contribui ainda a "idade avançada de muitos doentes, cuja fragilidade exige uma especialatenção",bem como a existência de "17 casos sociais internados no CHBApor falta de resposta da Segurança Social e/ou das famílias, ocupando camas de agudos".

A fim de minimizar a situação, o CHBAestava ontem a "enviar alguns doentes internados no SUde Portimão para vagas de Medicina 3 disponíveis no Hospital de Lagos". "Há outros em observação que deverão ter alta ou ocuparão vagas nas enfermarias", referiu o director hospitalar, que recordou estarem a decorrer, "até Abril", obras de reestruturação no SU de Portimão, a que se seguirãoasrelativasà Emergência e Unidade de Cuidados Continuados."Temos a certeza absoluta de que vai deixar de haver doentes nos corredores ", afiançou Luís Batalau.

PORMENORES

NÚMEROS

Anteontem acorreram ao SU de Portimão 171 adultos e 81 crianças (contra 156 e 95 no mesmo dia, em 2007). Ontem, às 13h00, os adultos eram já 108 e as crianças 50, números que se esperava duplicassem (em 2007 o total registado foi de 119 adultos e 80 crianças).

MÉDIA

O CHBA engloba os hospitais de Lagos e Portimão. Em Janeiro passado, a média global de doentes/dia foi de 249 (90 são de Lagos). A Urgência Pediátrica registou uma média de 119 casos/dia nesse período.

MACAS

O novo SU de Portimão terá capacidade para 24 macas (agora tem lotação para 16 de adultos e 5 pediátricas). O objectivo é que os doentes não estejam mais de 12 horas em observação.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)