Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

HÁ FALTA DE BOMBEIROS

Os bombeiros profissionais andam a lutar com falta de efectivos há dois anos. Ontem foram a Coimbra avisar o novo secretário de Estado da Administração Local, José Cesário, que o socorro às populações pode ficar em risco caso não sejam tomadas medidas urgentes.
4 de Setembro de 2004 às 00:00
“Há carros que estão a sair para a rua com menos gente porque as equipas estão desfalcadas”, afirmou Fernando Curto, presidente da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais (ANBP), após um encontro com o governante.
Segundo o dirigente, têm-se aposentado centenas de bombeiros nos últimos anos, mas as vagas continuam por preencher por falta da publicação de um despacho conjunto do ministro da Administração Interna, secretário de Estado da Administração Local e secretário de Estado da Administração Pública.
Sem este documento, “não há abertura de concursos” para recrutamento de novos bombeiros, a progressão na carreira continua a marcar passo e os soldados da paz mantêm-se mergulhados num mar de indefinições no que toca à organização geral do sector.
Se actual situação não ficar resolvida até final do ano, “torna-se tudo muito complicado”, alerta Fernando Curto, dando como exemplo o caso dos 96 bombeiros que acabaram o estágio nos Sapadores de Lisboa e “continuam encostados sem saber o que fazer”. Muitos destes recrutas deixaram as suas profissões, alguns abandonaram a PSP para ingressar nos bombeiros e agora “não sabem qual vai ser o seu futuro”, lamenta o presidente da direcção da ANBP.
Para contornar o problema, algumas autarquias têm arriscado abrir concursos com vista ao reforço das corporações, mas arriscam-se a sofrer sanções à posteriori.
José Cesário prometeu fazer uma análise cuidada das reivindicações, com a colaboração da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), antes de tomar uma decisão. O secretário de Estado considera que as questões apresentadas “não são fáceis de tratar”, mas manifestou-se disponível para patrocinar a desejada regulamentação.
No seguimento desta ronda de reuniões com os elementos do novo Governo, os dirigentes da ANBP vão encontrar-se segunda-feira com o ministro da Administração Interna, Daniel Sanches, a quem vão reiterar o pedido de uma tutela única para os bombeiros profissionais, pois só assim pode haver “uniformização de procedimentos”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)