Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

HAXIXE TRAVADO NA A2

O desmantelamento de uma rede de traficantes portugueses e espanhóis de haxixe foi levado a cabo pela Esquadra de Investigação Criminal da 5.ª Divisão da PSP de Lisboa, com a apreensão de 135,5 quilos daquela droga, quando eram transportados do Algarve para a zona de Lisboa.
23 de Dezembro de 2003 às 00:00
A droga foi apreendida perto de Grândola, numa investigação da 5.ª Divisão da PSP de Lisboa
A droga foi apreendida perto de Grândola, numa investigação da 5.ª Divisão da PSP de Lisboa FOTO: Sérgio Lemos
A operação de apreensão do haxixe suficiente para cerca de 677.500 doses obrigou ao corte da A2, perto de Grândola, e decorreu na noite de sábado para domingo, levando à detenção de sete homens. Cinco (três portugueses e dois espanhóis) foram presos durante o transporte da droga, feito em duas viaturas, e os outros dois em buscas domiciliárias.
O haxixe era transportado em vários volumes, entre os quais duas malas grandes de 30 quilos, no porta-bagagens das viaturas. Segundo uma fonte policial, a droga era proveniente do Algarve que, ao que tudo indica, tornou-se uma das principais portas de entrada do haxixe na Península Ibérica. Supõe-se que a droga agora apreendida se destinava sobretudo ao mercado interno, apesar de haver espanhóis no negócio.
Além do estupefaciente, os agentes da investigação criminal da PSP apreenderam ainda os dois veículos ligeiros em que seguia a droga e 1500 euros em dinheiro.
BUSCAS A CASAS
Na sequência desta operação, que resultou de uma investigação de vários meses, no cumprimento de 14 mandados de busca domiciliária, em Lisboa e Almada, a PSP veio ainda a deter mais dois homens, de nacionalidade portuguesa, e a apreender uma viatura ligeira, 10,88 gramas de cocaína, 3,14 gramas de haxixe, uma balança de precisão, 4800 euros em dinheiro, oito telemóveis e diversos documentos.
A fonte policial indicou também que os veículos utilizados pelos traficantes eram carros "normais", numa tentativa de os mesmos passarem despercebidos junto das autoridades.
Uma outra fonte indicou que este tráfico destinava-se, ao que se supõe na sua maioria, ao consumo interno. "Se fosse uma rede com ligações internacionais, o caso passaria necessariamente para a Polícia Judiciária", acrescentou a fonte.
AUMENTO PREOCUPANTE
ALGARVE
Este último ano, têm sido vários os casos de apreensão de haxixe na zona do Algarve. a última apreensão ocorreu a 18 de Dezembro, no concelho de Tavira, pela mão da polícia judiciária: 1800 quilos.
APREENSÕES
Outras apreensões de haxixe ocorreram, este ano, em Moura, a 16 de Maio, com 1200 quilos; na Ria Formosa, 1800 quilos a 10 de Julho e 4,5 toneladas a 24 de Junho na Praia das Furnas, Vila do Bispo.
ESPANHÓIS
A participação de espanhóis no mercado português do haxixe não deixa de ser surpreendente, o que leva a crer no seu papel de intermediários entre os produtores marroquinos e os consumidores lusos.
PSP APREENDE30 MIL DOSES
O Comando Distrital de Leiria da PSP anunciou ontem a detenção de três homens, suspeitos do tráfico de estupefacientes, tendo sido apreendido haxixe para 30 mil doses.
Os suspeitos, com 28, 32 e 33 anos, foram ontem presentes a tribunal e as detenções sucederam no passado sábado, após "meses de investigação" por parte das autoridades.
Nas buscas domiciliárias realizadas em Leiria "foi apreendido haxixe em quantidade suficiente para cerca de 30 mil doses, 5,37 gramas de heroína, quatro comprimidos de ecstasy", quatro mil euros, sete telemóveis e dois veículos de média gama, refere o documento. Um dos detidos já havia cumprido uma pena de três anos por tráfico de estupefacientes.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)