Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Homem agrediu, violou, sequestrou e obrigou a mulher a prostituir-se

Vítima tinha sido detida no dia 15 por raptar os dois filhos menores.
Sérgio A. Vitorino 26 de Setembro de 2019 às 01:30
Homem agrediu, violou, sequestrou e obrigou a mulher a prostituir-se. Foi detido agora pela PSP e ficou preso
Homem agrediu, violou, sequestrou e obrigou a mulher a prostituir-se. Foi detido agora pela PSP e ficou preso FOTO: IStockPhoto
Mostrou as imagens a quem quis ver. O homem de 45 anos estava a sujeitar a mulher, com quem estava casado desde 2014, a "situação de extrema violência e humilhação", filmando tudo.

O agressor foi agora detido pela Divisão de Investigação Criminal de Lisboa da PSP. Está em prisão preventiva por crimes de violência doméstica, violação, sequestro e lenocínio: forçaria a vítima a prostituir-se.



De acordo com um comunicado do Ministério Público da Comarca de Lisboa, a vítima é a mesma mulher que, a 15 de setembro, foi detida em flagrante pela PSP por ter subtraído e sequestrado os filhos menores, de 1 e 4 anos, que estavam entregues pela Justiça a uma tia. Estava com mais quatro homens e atuou junto ao Jardim Zoológico de Lisboa. Foi libertada por um juiz.

A relação do casal já estaria a ser investigada e o Ministério Público emitiu mandados de detenção fora de flagrante delito contra o marido. Segundo o mesmo comunicado, existem fortes indícios de que o homem de 45 anos "filmou a vítima em situação de extrema violência e humilhação", além da indiciação por "um crime de violência doméstica, dois crimes de violação, dois crimes de sequestro e um crime de lenocínio".

"Tendo em conta a informação de que o arguido apresentava ideias suicidas, o perigo de fuga, o perigo de continuação da atividade criminosa e a perturbação do inquérito, foi-lhe aplicada a medida de coação de prisão preventiva" e proibição de contactos com a vítima e familiares, por qualquer meio.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)