Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Homem agride mulher grávida em rua do Funchal

PSP está a investigar o caso. O vídeo pode chocar os leitores mais sensíveis.
8 de Novembro de 2018 às 12:09
A carregar o vídeo ...
PSP está a investigar o caso. O vídeo pode chocar os leitores mais sensíveis.
Uma mulher grávida foi agredida por um homem na noite desta quarta-feira, no Funchal. A mulher foi salva por um homem que estava a passar no local e que gravou um momento com o telemóvel, divulgando depois as imagens no Facebook.

A Polícia de Segurança Pública já abriu um inquérito para apurar o que aconteceu. Segundo o Jornal da Madeira, as agressões terão começado dentro de um bar e prosseguido para o exterior do mesmo.

"O suposto marido chegou de repente e agrediu-a. Pelo que sei estava grávida de oito meses, apresentava muitos hematomas e tinha muitas dores. Ele voltou a tentar agredi-la e eu tentei filmar. Ele é muçulmano. Acabei por filmar e tentei atenuar a situação. A PSP não demorou a chegar. É algo grave porque sou pai e acabei por vê-la sofrer. Fiquei com medo de que ela perdesse a criança. É chato, mas não fico com traumas. A situação acho que já está resolvida. Está no hospital do Funchal", explicou uma testemunha, em declarações à CMTV

No vídeo é possível ver a mulher ensanguentada sentada no chão e o agressor que abandonou o local quando se apercebeu da presença de outras pessoas.

A vítima, grávida de oito meses, foi socorrida e transportada para o hospital onde estará a receber apoio psicológico.

Ao que o Correio da Manhã apurou, a mulher não quer apresentar queixa alegando ter-se tratado de uma queda. No entanto, a investigação da PSP vai prosseguir por se tratar de um crime público que não carece de queixa. 
Funchal Facebook Polícia de Segurança Pública questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)