Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Homem ataca menina a brincar aos médicos

Suspeito disse ser médico e apalpou criança de 9 anos após lhe baixar a roupa. Caso aconteceu no Porto.
Nelson Rodrigues 10 de Fevereiro de 2020 às 07:56
Criança
Criança FOTO: Getty Images
A menina estava a brincar na casa de uma idosa de 85 anos, sua familiar, quando o arguido chegou à habitação, acompanhado pela sua mulher, a 22 de julho do ano passado. Ao perceber que a criança, de 9 anos, estava sozinha num dos quartos, a dar cambalhotas em cima da cama, o arguido aproximou-se desta e a criança pediu-lhe para brincarem. Dizendo ser médico, o homem começou por baixar a roupa da vítima e apalpou-a.

Depois, já na cozinha, quando jogavam Monopoly Júnior, o predador, aproveitando-se da proximidade com a menina, acariciou com a mão a zona genital da criança. Em ato contínuo, e durante o jogo, pediu-lhe para lhe tocar no pénis, ao que a menina acedeu. O arguido, de 75 anos, foi agora acusado de um crime de abuso sexual de crianças e vai ser julgado, este mês, no tribunal de S. João Novo, no Porto. "Atuou para satisfazer os seus próprios impulsos e desígnios sexuais, bem sabendo que a menor, em razão da sua idade, não tinha capacidade e discernimento necessário a uma livre decisão", lê-se na acusação do Ministério Público.


O arguido está em liberdade. A mãe da menina pede uma indemnização de 10 mil euros em tribunal. Durante um dos contactos sexuais, no quarto, o arguido também levantou a t-shirt que tinha vestida, mostrando-lhe o corpo.

A menina prestou declarações para memória futura - e o seu testemunho vai ser ouvido durante o julgamento.
Porto crime lei e justiça julgamentos tribunal questões sociais grupos populacionais crianças
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)