Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1
Siga o CM no WhatsApp e acompanhe as principais notícias da atualidade Seguir

Homem aterroriza mulher durante anos e manda filhas para a prostituição

Trabalhador agrícola de 56 anos tentou também matar o cunhado, em Coruche.
João Nuno Pepino 7 de Outubro de 2019 às 01:30
A carregar o vídeo ...
Trabalhador agrícola de 56 anos tentou também matar o cunhado, em Coruche.
Um trabalhador agrícola começa esta segunda-feira a ser julgado no Tribunal de Santarém por ter sujeito a mulher, duas filhas e uma neta a vários anos de agressões físicas e psicológicas, na casa onde residiam, numa aldeia de Coruche.

O homem de 56 anos está acusado de quatro crimes de violência doméstica e um crime de detenção de arma proibida, referente a uma caçadeira que restaurou depois de a encontrar no lixo.

O arguido foi condenado, em 2003, a quatro anos e meio de prisão por homicídio na forma tentada, após ter tentado matar um cunhado. Segundo o despacho de acusação, a que o CM teve acesso, as mulheres viveram um verdadeiro terror, com ameaças de morte permanentes e vários episódios de tareias e agressões físicas.

A falta de dinheiro e as despesas do agregado familiar eram os principais motivos que provocavam comportamentos violentos ao arguido, que ficava com o salário da mulher e mandava as filhas dedicarem-se à prostituição, caso quisessem arranjar dinheiro.

Austero e autoritário, o homem, que tem problemas de alcoolismo, ameaçou matá-las em tantas ocasiões que as vítimas começaram mesmo a temer pelas suas vidas, ao ponto de, numa ocasião, a própria mulher ter saltado do carro em andamento quando iam a caminho de uma reunião na escola da neta.

Foi o estabelecimento de ensino que comunicou o caso à GNR de Coruche, que acabou por deter o homem fora de flagrante delito, em fevereiro deste ano.

O agressor chegou a estar em prisão preventiva, mas passou para prisão domiciliária, medida de coação que cumpre numa casa no concelho da Chamusca, afastado e proibido de contactar com a família.
Coruche Tribunal de Santarém crime lei e justiça crime julgamentos tribunal polícia punição / sentença
Ver comentários
C-Studio