Homem chocado com morte do irmão esfaqueado por filho toxicodependente

Homicida queria dinheiro para comprar droga.
Por S.G.|11.01.19
"Fiquei chocado e traumatizado com a morte do meu irmão. Nunca me passou pela cabeça que acontecesse uma tragédia destas". As palavras são de Valério Neto, irmão de António Neto, de 72, e cunhado de Maria Ana, de 70, mortos à facada, a 26 de abril do ano passado, pelo próprio filho, toxicodependente, que queria dinheiro para comprar droga.

Bruno Neto, de 44 anos, está em prisão preventiva desde maio de 2018 dias depois de ter matado com 55 golpes os progenitores, na casa onde viviam, no Barreiro.

Começou esta quinta-feira a ser julgado no Tribunal de Almada, mas remeteu-se ao silêncio, apesar de já ter confessado por duas vezes o duplo homicídio. Não falou, mas reagiu à leitura da acusação, movendo ligeiramente a cabeça em tom de negação.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!