Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Homem condenado a quatro anos de prisão por agredir filha e GNR

Factos ocorreram entre 2015 e 2020 na zona de Miranda do Corvo.
Paula Gonçalves 1 de Fevereiro de 2022 às 09:23
Aterrorizou filha de 11 anos
Aterrorizou filha de 11 anos FOTO: Getty Images
Um homem, de 51 anos, foi esta segunda-feira condenado pelo Tribunal de Coimbra a quatro anos de prisão por bater na filha e agredir a GNR. A pena fica suspensa por cinco anos, mas terá de ser seguido pelos serviços de reinserção e submeter-se a tratamento médico.

Os factos ocorreram entre 2015 e 2020 na zona de Miranda do Corvo. O arguido é acusado de agredir a criança, de 11 anos, e de empurrar a sua tia, que tinha a guarda da menor. Em julgamento, admitiu alguns factos, outros disse que não se lembrava e negou as agressões. A juíza recordou, no entanto, que “há imensas testemunhas”.

Um dos episódios data da madrugada de 24 de dezembro de 2020, em que é acusado de desferir golpes com uma faca na porta da casa onde a tia estava com a menina. Quando os elementos da GNR o tentaram travar, agrediu-os a pontapé e mordeu a mão de uma militar. “Está na altura de mudar a sua vida”, aconselhou a juíza. O homem fica proibido de contactar as vítimas e terá de lhes pagar mais de 12 mil euros.
maus-tratos questões sociais tribunal crime lei e justiça GNR Tribunal de Coimbra
Ver comentários