Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Homem degola colega de quarto e entrega-se à GNR com arma do crime

Homicídio ocorreu em centro para tratamento de adições, após discussão entre o agressor e a vítima.
Miguel Curado e João Carlos Rodrigues 25 de Novembro de 2022 às 01:30
A carregar o vídeo ...
Homem degola colega de quarto e entrega-se à GNR com arma do crime
Um homem de 45 anos matou esta quinta-feira, com uma navalhada no pescoço, outro homem, de 43, num quarto do centro comunitário do Lousal, Grândola. O autor do crime esperou pela GNR e entregou-se com a arma do crime.

Ao que o CM apurou, na origem do homicídio terá estado uma discussão entre agressor e vítima, ocorrida à hora do almoço desta quinta-feira num café. O mais novo saiu primeiro e foi seguido pelo outro. Ambos estavam internados no centro social de tratamento de adições (como alcoolismo ou toxicodependência), conhecido como Casa dos Solteiros, onde são companheiros de quarto.

A vítima foi a primeira a reentrar neste espaço, seguida pouco depois do homicida. Após uma troca de agressões, este último pegou numa faca e desferiu pelo menos um golpe profundo no pescoço do mais novo. A morte terá sido imediata.

Fonte oficial da GNR disse ao CM que esta força de segurança recebeu várias chamadas telefónicas a dar conta de um homicídio no centro social e enviou meios de imediato. Os primeiros militares a chegarem verificaram a existência de um cadáver na cama. O agressor estava no mesmo espaço. Este entregou a arma branca usada no crime aos militares.

A GNR isolou depois o quarto e a Polícia Judiciária (PJ) foi chamada para iniciar a investigação. O cadáver foi retirado para autópsia. Compete agora ao Ministério Público decidir quem leva o detido a tribunal: a GNR ou a Polícia Judiciária.
GNR Lousal Grândola Polícia Judiciária crime lei e justiça crime homicídio polícia
Ver comentários