Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Homem detido depois de 30 anos a agredir a mulher

Após o relato de uma pessoa próxima a agressor e vítima, a GNR agiu com rapidez.
Miguel Curado 7 de Agosto de 2020 às 09:41
Mulher manteve-se em silêncio
Mulher manteve-se em silêncio FOTO: iStockphoto
Uma queixa levou a GNR de Estremoz a prender um homem de 55 anos, que agrediu a companheira, de 52, durante pelo menos três décadas. A vítima nunca apresentou denúncia por medo de represálias.

Após o relato de uma pessoa próxima a agressor e vítima, a GNR agiu com rapidez. Em pouco mais de 24 horas, a GNR obteve do DIAP de Évora um mandado judicial para conduzir a vítima a local seguro. Residente numa localidade nos arredores de Estremoz, já está neste momento numa casa que lhe garante distância do agressor.

Seguiu-se a detenção do suspeito, ocorrida na quarta-feira. O homem foi levado a tribunal e tem agora os movimentos controlados por uma pulseira eletrónica. Está proibido de se aproximar a menos de 250 metros da vítima. A mulher ficou com um ‘botão de pânico’, que caso seja acionado levará a nova ação da Justiça, podendo o arguido vir a ser preso preventivamente.

GNR Estremoz crime lei e justiça crime
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)