Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Homem julgado por matar inquilina e enterrá-la em Vila Nova de Gaia

Crime aconteceu em outubro de 2015, mas só esta quarta-feira vai começar o julgamento do arguido.
Lusa 4 de Setembro de 2018 às 14:33
Tribunal São João Novo, no Porto
Tribunal São João Novo, no Porto
Tribunal São João Novo, no Porto
Tribunal São João Novo, no Porto
Tribunal São João Novo, no Porto
Tribunal São João Novo, no Porto
Um homem de 42 anos (acusado de matar uma mulher de 30, a quem arrendara um quarto, e de enterrar o corpo numa mata) vai começar a ser julgado esta quarta-feira, no Tribunal de São João Novo, no Porto.

Fonte judicial disse esta terça-feira que o arguido está em prisão preventiva à ordem do processo, sendo acusado de homicídio qualificado e de profanação de cadáver.

Numa acusação deduzida pelo Departamento de Investigação e Ação Penal, em abril de 2018, refere-se que o crime ocorreu na madrugada de um de outubro de 2015 e que o arguido escondeu o corpo durante algumas horas num quarto, enterrando-o depois numa zona florestal de Vila Nova de Gaia.

O arguido fugiu entretanto para França, onde foi detido dois anos depois e, nessa altura, indicou o local exato onde enterrara o corpo.

Perante as autoridades, o arguido alegou que a mulher morreu acidentalmente ao bater com a cabeça, uma tese que o Ministério Público rejeita.

O início do julgamento está marcado para as 09h45 de quarta-feira na Unidade Processual 1, Juiz 1, do Tribunal de São João Novo, no Porto.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)