Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Homem leva 11 anos de prisão por 312 crimes de violação em Coimbra

Arguido, primo afastado e vizinho do menor, então com 15 anos, ameaçava a vítima de morte e comprava silêncio com dinheiro.
Paula Gonçalves 14 de Janeiro de 2021 às 09:00
Tribunal de Coimbra
Tribunal de Coimbra FOTO: Ricardo Almeida
Um homem, de 45 anos, foi esta quarta-feira condenado pelo Tribunal de Coimbra a 11 anos de cadeia pela prática de 312 crimes de violação, de que foi vítima um jovem deficiente.

O coletivo de juízes considerou provado que os factos ocorreram durante dois anos, a um ritmo de três vezes por semana, em Tábua.

O arguido era primo afastado e vizinho do menor, então com 15 anos. Aproveitando-se da sua vulnerabilidade, o homem violava-o num barracão. Para comprar o seu silêncio, dava-lhe entre 10 a 100 euros e ameaçava matá-lo, assim como à família, se contasse a alguém.

Na sequência dos abusos, o menor tentou o suicídio por "não aguentar mais", referiu a juíza, que condenou também ao pagamento de uma indemnização de 60 mil euros à vítima.
Tribunal de Coimbra Coimbra crime lei e justiça crime tribunal crimes sexuais
Ver comentários