Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Homem morre picado por enxame de insetos em Cantanhede

O alerta para o incidente foi dado pelo sobrinho da vítima.
José Durão 22 de Agosto de 2019 às 19:29
Insetos
Insetos FOTO: IstockPhoto
Foi enquanto trabalhava numa vinha em Cadima, no concelho de Cantanhede, que José Piedade, de 50 anos, foi atacado por um enxame de insetos que o picaram até à morte, na quarta-feira.

Esta quinta-feira, a GNR e a Proteção Civil admitiram suspeitar que o homem tenha sido atacado por "vespas ou abelhas", embora a GNR frise "não estar demonstrado" que haja vespas velutinas, também conhecidas por asiáticas, envolvidas na morte. O corpo da vítima foi conduzido ao Instituto de Medicina Legal de Coimbra.

Em Cadima, um vizinho da vítima disse ao CM que as causas da morte continuam por esclarecer, tendo em conta que, aparentemente, o homem estaria sozinho no terreno agrícola. No entanto, todos os moradores acreditam tratar-se de "um ataque de vespas", embora não se tenham registado casos similares nos últimos tempos.

O vizinho confirmou ainda ao CM que se deslocaram equipas da Proteção Civil a Cadima durante o dia de quinta-feira, para recolher ninhos de vespas do local.

Segundo o coordenador municipal da Proteção Civil, Hugo Oliveira, a vítima "sentiu uma picada" que lhe viria a causar a morte, mas não é garantido que tenha sido feita por uma vespa velutina, visto que foram encontrados "alguns exemplares de vespa velutina, mas havia também abelhas" próximo do corpo de José Piedade.

Terceira vítima mortal em dois anos
A morte de José Piedade, causada por picadas de abelhas ou vespas velutinas, é o terceiro caso mortal de ataques de insetos ocorrido no País nos últimos anos. Em dezembro de 2018, em Vila Verde, António Macedo, de 47 anos, abatia árvores num terreno familiar quando foi picado até à morte por vespas-asiáticas.

Já Nuno Nunes, em 2017, foi picado por abelhas enquanto fazia a manutenção das colmeias na localidade de Ariz, Moimenta da Beira.

Evitar exposição da pele para prevenir
A única forma eficaz de prevenir uma picada de inseto é utilizar "roupa que cubra a maioria do corpo".

"Quando a pele está exposta a probabilidade de picada é maior", explica Rui Nogueira, médico de família. Em caso de picada ‘simples’, o especialista recomenda a utilização de gelo.

Saiba mais
2011
Ano em que foi detetada a presença da vespa-velutina em Portugal, segundo o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). Este inseto, predador da abelha europeia, é frequentemente encontrado na região Norte do País.

Surgem a partir de maio
As vespas-velutinas são normalmente observáveis a partir de maio. Surgem em grandes ninhos, em árvores, que "albergam algumas centenas de vespas", pode ler-se na página da internet do ICNF.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)