Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Homens indiciados por 45 crimes de burla a vender contratos

Suposto líder do grupo ficou em prisão preventiva, em Lisboa.
J.T. 16 de Junho de 2019 às 10:48
A carregar o vídeo ...
Suposto líder do grupo ficou em prisão preventiva, em Lisboa.
Fez-se passar por funcionário de uma operadora de telecomunicações e andava porta a porta a aliciar os moradores para adquirirem um serviço de televisão, internet e voz.

Depois, o segundo contacto já era feito por telefone e o falso vendedor convencia as pessoas a adquirirem o serviço e a transferirem-lhe dinheiro. O suspeito foi agora detido pela PSP por burla, juntamente com outros dois homens. Um quarto indivíduo foi constituído arguido.

A polícia anunciou que tem conhecimento de 160 denúncias, entre 2016 e este ano – a maioria em Lisboa, mas também em Setúbal, no Porto e nos Açores –, através deste método de atuação. As autoridades tentam agora perceber se todos os crimes foram cometidos por este grupo, cujos elementos têm entre 42 e 68 anos.

Nesta fase da investigação, os detidos estão já indiciados por 45 crimes de burla qualificada.

O suposto líder do grupo ficou em prisão preventiva, enquanto os restantes três ficaram sujeitos a apresentações semanais às autoridades.
PSP Lisboa Setúbal Porto Açores crime lei e justiça polícia crime
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)