Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Homicida pode voltar a matar

Relatório alerta para forte possibilidade de Moisés Fonseca reincidir no crime.
Magali Pinto 17 de Dezembro de 2014 às 10:44
Moisés Fonseca, 43 anos, está preso. Em tribunal confessou ter assassinado a ex-mulher

Moisés Fonseca pode voltar a matar. Esta é a conclusão de um relatório social que alerta para a possibilidade de o homem de 43 anos, que está a ser julgado pela morte da ex-companheira, voltar a cometer crimes. O documento já foi anexado ao processo. Carla Santos, a vítima, foi morta em março deste ano em Monte Abraão, Sintra.

Depois de desferir uma facada em Carla Santos, Moisés Fonseca despiu a vítima e arrastou o corpo para dentro da banheira. Depois encheu-a com água a ferver. Uma das médicas legistas que fez a autópsia ao corpo de Carla Santos referiu em tribunal que Carla, de 41 anos, levou uma pancada já na banheira – o que lhe provocou a morte. Devido à água quente, Carla sofreu ainda várias queimaduras. A perita referiu também que havia a possibilidade de Carla Santos sobreviver depois da facada, caso Moisés Fonseca tivesse alertado as autoridades e acionasse os meios de socorro.

Na primeira sessão de julgamento, o ex-tradutor do Google confessou os crimes mas referiu que pensava que a ex-companheira estava morta depois de levar a facada na zona do abdómen.

Moisés Fonseca suspeitava que Carla Santos o traía e, depois de uma discussão, assassinou-a.

Moisés Fonseca Carla Santos Monte Abraão homicídio morte
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)