Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Horário do comboio colide com trabalho

Cerca de sessenta utentes da CP protestaram ontem, em Braga, contra a alteração de horários e o aumento dos tempos de viagem dos comboios regionais com ligação ao Porto. É um sistema que entra em vigor no domingo e que os contestatários garantem criar dificuldades na organização da actividade profissional e na vida familiar.
21 de Abril de 2007 às 00:00
Os utentes da CP contestam o aumento do tempo de viagem nos comboios entre Braga e Porto
Os utentes da CP contestam o aumento do tempo de viagem nos comboios entre Braga e Porto FOTO: Patrícia Sousa
Em causa está o aumento do tempo de viagem dos comboios semi-rápidos que partem às 07h43 de Braga e às 17h15 da estação de S. Bento, no Porto. Em ambos os casos, as ligações passam a cumprir 27 paragens ao longo do percurso, em vez das actuais seis paragens.
A CP decidiu antecipar em 13 minutos a saída do comboio de Braga, mas esse tempo não compensa o atraso provocado pelo aumento do tempo de viagem. “Não consigo chegar a tempo ao trabalho”, garantiu Maria Eduarda, frisando que, na chegada ao Porto, tem ainda de enfrentar os desfasamentos de horários dos autocarros e do metro.
As alterações provocam ainda complicações no regresso do trabalho a casa, como explicou Teresa Ferreira, que, “além de entrar mais tarde ao trabalho”, quando regressa a Braga já não chega “a tempo de ir buscar os filhos à creche”.
“A CP regrediu três anos, depois de levantar a ‘bandeira’ de que com as obras ia encurtar o tempo de viagem, agora vai tudo voltar ao mesmo, com os comboios a parar em todas as estações e apeadeiros”, lamentou Bruno Sequeira.
UTENTES ATRASAM PARTIDA
O comboio que parte às 07h43 de Braga foi ontem obrigado a sair atrasado dez minutos por força da acção de cerca de 30 populares, que saltaram para a linha. Apesar disso, o protesto de ontem na estação de Braga foi pacífico e sem o registo de quaisquer confrontos físicos. Uma equipa da PSP esteve no local, mas não interveio.
Entretanto, os utentes estão a promover um abaixo-assinado de protesto, onde reclamam também um aumento da oferta de comboios na linha Braga-Porto, sobretudo nas horas de maior fluxo e com horários adequados às necessidades dos trabalhadores. O documento será enviado à administração da CP e aos ministros do Trabalho e dos Transportes.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)