Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

HOSPITAIS INVESTIGADOS

A Provedoria de Justiça está a averiguar as deficiências no atendimento aos utentes em vários hospitais e centros de saúde do distrito de Leiria.
1 de Agosto de 2004 às 00:09
O acesso dos utentes às consultas hospitalares foi uma das lacunas detectadas pela Provedoria
O acesso dos utentes às consultas hospitalares foi uma das lacunas detectadas pela Provedoria FOTO: Carlos Barroso
Na sequência deste processo, foi recomendado à Administração Regional de Saúde (ARS) do Centro que adopte medidas para melhorar a assistência médica, nomeadamente o acesso a consultas de especialidade, a referenciação hospitalar e a organização e funcionamento de serviços.
O processo de averiguações identificou vários problemas no acesso dos utentes às consultas hospitalares de algumas especialidades – urologia, oftalmologia, estomatologia, otorrinolaringologia e dermatologia –, sendo a urologia o caso que exigia uma intervenção mais urgente. Nesta valência, o Hospital de Santo André (Leiria) devolvia os pedidos de consulta dos centros de saúde, enquanto o Centro Hospitalar das Caldas da Rainha (CHCR) não dispunha do serviço da especialidade, embora no respectivo quadro de pessoal esteja prevista a existência de três urologistas.
Para colmatar esta falha, a ARS diz ter tomado providências para que o Hospital de Leiria reforce a sua equipa de urologia e deixe de devolver pedidos de marcação de consulta com fundamento na área geográfica. No âmbito desta recomendação, aquela unidade deve aceitar os pedidos provenientes dos centros de saúde das Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche e Bombarral.
A ARS do Centro promete abrir concurso até final do ano, para a entrada de dois urologistas no CHCR. E está a estudar a adopção de protocolos de referenciação dos centros de saúde para os hospitais, relativos a cada uma das consultas de especialidade. Através destes protocolos, será mais fácil ao médico de família fazer o correcto encaminhamento do doente para determinada consulta hospitalar.
A Provedoria de Justiça vai monitorizar a tomada de medidas anunciadas pela ARS do Centro.
POUCO DIÁLOGO ENTRE UNIDADES
A falta de articulação detectada pela Provedoria de Justiça entre os Serviços de Atendimento Permanente (SAP) e os serviços de Urgência dos hospitais de Caldas da Rainha e Leiria, vai ser objecto de avaliação. A ARS do Centro reconhece que é preciso melhorar a troca de informação entre os hospitais e os centros de saúde, nomeadamente no que se refere ao agendamento das consultas de especialidade e tratamento dos pedidos de consulta devolvidos. Com estes acertos, pretende-se promover a avaliação dos motivos de devolução e a análise da capacidade de resposta das unidades hospitalares, por forma a alcançar respostas mais céleres e eficazes.
RECOMENDAÇÕES
NOMEAÇÕES
A Provedoria de Justiça considera urgente a nomeação dos novos directores dos centros de saúde. Os centros estão em gestão corrente desde 2003.
ALTA
Os médicos especialistas dos hospitais vão passar a emitir a nota de alta, sempre que o doente seja reencaminhado para o médico do centro de saúde.
QUEIXAS
O processo de averiguações foi aberto pela Provedoria de Justiça na sequência de várias queixas sobre o acesso dos utentes às consultas hospitalares.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)