Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Hospital Pediátrico tem extintores fora de prazo

A Comissão de Utentes do Hospital Pediátrico de Coimbra (CUHPC) considera “inadmissível” que os extintores da unidade de saúde estejam fora de validade há vários meses. O próprio director clínico classifica o caso como “grave”.
20 de Março de 2006 às 00:00
 Extintores do Hospital Pediátrico de Coimbra perderam a validade há meses
Extintores do Hospital Pediátrico de Coimbra perderam a validade há meses FOTO: Carlos Jorge Monteiro
Francisco Queirós, presidente da CUHPC, disse ontem “não acreditar no que se estava a passar”, porque é “inadmissível que uma situação destas aconteça num hospital que tem de respeitar apertadas normas de segurança”.
Realça que “o pediátrico atravessa uma fase de grande instabilidade há vários anos”, que pode justificar um “eventual descuido na troca dos equipamentos”. A validade dos extintores terminou, na maioria dos casos, há três meses. Outros deveriam ter sido repostos durante 2005, como comprovam os selos. A sinalização também está desactualizada e será substituída.
“NÃO TEMOS MEDO”
Rui Batista, director clínico do HPC, diz que os equipamentos estão “fora de validade, mas não de uso”. “O hospital esteve sempre protegido.”
O atraso no concurso de reposição dos extintores deve-se ao facto de o processo “não passar pelo pediátrico, mas pelos serviços centrais do Centro Hospitalar de Coimbra”.
Os aparelhos vão ser substituídos por “outros novos e mais modernos”. “O problema é grave, mas não há que ter medo de nada. Temos um plano de emergência testado para qualquer eventualidade.”
SEGURANÇA
SEM MULTA
Segundo Jorge Morgado, da Deco (Associação para a Defesa do Consumidor), não há multas para punir a não substituição dos extintores, mas a Protecção Civil Municipal pode pressionar a administração do Hospital Pediátrico para que a situação seja regularizada.
ANTIGO
“As condições de segurança há 30 anos eram outras”, reconhece Rui Batista. “As pessoas estão mais sensibilizadas para esses aspectos e ainda bem.” O edifício onde funciona o HPC foi inaugurado a 1 de Junho de 1977.
SINALIZAÇÃO
As placas de sinalização de bocas de incêndio e saídas de emergência estão ultrapassadas e precisam de ser actualizadas, existindo um plano de re-sinalização com indicações mais adequadas às normas de segurança.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)