Hoteleiros algarvios consideram nova taxa turística ilegal

Associação considera que medida aprovada pela AMAL é um imposto.
Por João Mira Godinho|14.03.18
  • partilhe
  • 0
  • +
A Associação de Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA) promete lutar com "todas as ações em lei permitidas" contra a nova taxa turística a aplicar em todos os concelhos da região, aprovada, no fim de semana, pela Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL).

A maior associação regional do setor da hotelaria diz que se trata de "um imposto", algo que as autarquias "ainda não foram autorizadas a lançar". Considerando a nova taxa "uma ilegalidade", a AHETA diz ainda que se trata de uma medida "injusta e atentatória do interesse público regional e nacional".

Ao contrário de Lisboa e Porto, que são destinos de estadas curtas, e onde taxa turística foi aplicada, a associação destaca que o Algarve é um destino de férias direcionado para estadas mais prolongadas. "Esta a razão pela qual não se conhece nenhum destino turístico concorrente do Algarve onde esta taxa seja aplicada", diz a AHETA, e a introdução na região representaria "mais uma perda competitiva face à concorrência".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!