Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

“Iam lançar-me ao rio”

Maria de Fátima Loureiro, de 27 anos, foi anteontem à tarde sequestrada, roubada e esfaqueada num braço, na rua Júlio Dinis, no Porto, por um casal que lhe terá pedido ajuda para colocar dois bebés, que afinal eram dois bonecos, num Fiat Punto preto. Mais de uma hora depois, a mulher foi abandonada perto do Castelo do Queijo, após ouvir a dupla ponderar atirá-la ao rio Douro. A vítima teve de levar quatro pontos no braço.
3 de Julho de 2010 às 00:30
Maria de Fátima foi golpeada com um x-acto no braço direito
Maria de Fátima foi golpeada com um x-acto no braço direito FOTO: Nelson Rodrigues

Tudo aconteceu entre as 14h30 e as 16h00. A vítima ficou sem o ordenado de 460 euros, que ia depositar, e 750 euros que pertenciam ao patrão. A polícia investiga. Maria de Fátima ia depositar dinheiro quando foi abordada por uma mulher, que tinha um carrinho com dois bebés. "Ela perguntou onde podia depositar dinheiro e pediu-me ajuda, aliciando-me com dez euros para colocar os bebés no carro. Quando lá cheguei, bateram-me com um dos carrinhos nas costas, empurraram-me para dentro do Fiat e lançaram os nenucos para o chão", explicou a mulher ao CM, ainda abalada.

"Tentei sempre resistir. Quando pararam num semáforo, na rua da Boavista, ainda tentei fugir, mas ela golpeou-me com um x-acto. Depois de me tirarem todo o dinheiro disseram que iam lançar-me ao rio. Fiquei gélida", adiantou. No entanto, foi abandonada na Foz, após o homem lhe mostrar uma pistola. "Ele disse que tive muita sorte em não levar um tiro na cabeça", recordou.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)