Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

IC19 é a estrada mais perigosa de Portugal

Via rápida que liga Lisboa a Sintra tem nove locais críticos em apenas 16 quilómetros de extensão.
João Carlos Rodrigues 26 de Julho de 2019 às 01:34
Colisões em cadeia são frequentes no principal acesso a Lisboa
EN10 esteve cortada durante a manhã de ontem para limpeza da via
Sucedem-se os acidentes
Colisões em cadeia são frequentes no principal acesso a Lisboa
EN10 esteve cortada durante a manhã de ontem para limpeza da via
Sucedem-se os acidentes
Colisões em cadeia são frequentes no principal acesso a Lisboa
EN10 esteve cortada durante a manhã de ontem para limpeza da via
Sucedem-se os acidentes
É conhecido, em sentido irónico, como ‘o maior parque de estacionamento’ de Portugal, tais as filas de trânsito diárias. Mas agora também está catalogado como a estrada mais perigosa do País. Trata-se do Itinerário Complementar 19 (IC19), a via rápida que liga Lisboa a Sintra passando pelo concelho da Amadora.

De acordo com o Relatório Anual de Segurança Rodoviária 2018, agora divulgado, há 60 ‘pontos negros’ identificados nas estradas nacionais – troços com um máximo de 200 metros de extensão onde se registaram, pelo menos, cinco acidentes com vítimas durante um ano (ver infografia) – e nove deles estão nos 16 quilómetros de extensão do IC19. Ainda assim, não houve qualquer morte nestes ‘pontos negros’. Aliás, de acordo com o relatório da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, apenas se registaram três acidentes mortais nos 60 ‘pontos negros’, num ano em que morreram 508 pessoas em acidentes de viação.

Nos últimos anos foram instalados três radares de velocidade no IC19 ( dois no sentido Sintra- -Lisboa e um no sentido Lisboa-Sintra), mas nem isso fez diminuir a taxa de sinistralidade do principal acesso rodoviário a Lisboa. Embora sem gravidade, quase todos os dias, sobretudo à hora de ponta, há acidentes junto a estes pontos.

Para contrariar esta tendência de alta sinistralidade no IC19, sabe o CM, a Câmara de Sintra está a tentar efetivar uma ligação entre a A16 e o IC19, entre os nós de Mira-Sintra e de Paiões. O objetivo é fazer com que muito do tráfego que diariamente passa pelo IC19 – a via mais congestionada de Portugal, com uma média de 106 mil carros por dia (dados do Instituto de Mobilidade e dos Transportes referentes a dezembro de 2017).

No segundo lugar da lista de vias perigosas está a Estrada Nacional 10 (entre Vila Franca de Xira e Setúbal), com oito ‘pontos negros’, seguida da A2 (Autoestrada do Sul), com seis. Em quarto lugar surge outra via da região de Lisboa: a A5, que liga a capital a Cascais.

Pesado perde carga e corta EN10
Um camião que transportava lama perdeu a carga, ontem de madrugada, na EN10, entre Águas de Moura e Setúbal. O condutor não se terá apercebido e seguiu viagem, mas foi necessário cortar a via - que tem 8 ‘pontos negros’ - durante toda a manhã para limpeza. Um ligeiro despistou-se na sequência deste derrame.

Atropelamentos disparam 14%
Cento e cinco peões morreram nas estradas portuguesas em 2018, mais 14% do que em 2017. Cerca de metade tinha mais de 65 anos, de acordo com o relatório anual da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. Mais de metade (80) dos peões morreram dentro das localidades, tendo os acidentes ocorrido na sua maioria em arruamentos (62) e em estradas municipais (27). Dos 105 peões mortos, 37 estavam em plena faixa de rodagem, 13 a sair ou entrar num veículo, 12 a atravessar em passagem sinalizada e 11 fora da passadeira.

Também os peões que sofreram ferimentos graves aumentaram em 2018, tendo ficado gravemente feridos 431, mais cinco do que no ano anterior.

Os peões foram os únicos a registar um aumento do número de mortos no ano passado.

Mais de mil acidentes com fuga num ano
Em 2018, registaram-se 1060 casos de acidentes com fuga (atropelamentos, colisões e despistes), mais cinco do que em 2017. Fenómeno subiu nos últimos cinco anos.

Câmara de Sintra alega ideia errada
A Câmara de Sintra afirmou ao CM que "a forma como é anunciada a perigosidade do IC19 é uma interpretação que não corresponde à verdade". "Não houve qualquer acidente mortal no IC19 em 2018."

PORMENORES
Hospitalizados de fora
Os dados agora divulgados contabilizam apenas as vítimas mortais no local do acidente ou no transporte ao hospital. Nenhuma das vítimas que morre no mês seguinte ao acidente está incluída neste relatório.

295 sem explicação
Dos 339 acidentes com vítimas mortais registados em 2018, em 295 não foi identificada a causa. A velocidade excessiva para as condições da via e as manobras perigosas são os fatores que mais contribuem para os acidentes com vítimas mortais.

Penalizar telemóveis
O Governo está a fazer "alterações cirúrgicas" ao Código da Estrada para agravar a penalização ao uso do telemóvel durante a condução, apontado nos últimos anos como um dos principais fatores para a sinistralidade rodoviária.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)