Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Idoso alicia meninas

Um reformado é suspeito de andar a aliciar meninas para a prática de actos sexuais, em troca de dinheiro, nas proximidades das escolas de Rio Maior. O caso foi denunciado à GNR por uma rapariga de 14 anos, aluna da escola secundária, que quarta-feira terá sido abordada pelo indivíduo.
20 de Janeiro de 2006 às 00:00
As alunas são abordadas nas proximidades da escola
As alunas são abordadas nas proximidades da escola FOTO: Carlos Barroso
A rapariga teve sangue-frio suficiente para não se deixar intimidar e usar um telemóvel para tirar uma fotografia ao indivíduo, septuagenário, a exibir-lhe uma nota de dez euros para pagar o ‘serviço’. As fotografias do homem e da carrinha em que circula foram entregues às autoridades.
O suspeito abordou a estudante, pelas 15h00, quando ela se dirigia para a biblioteca municipal, próximo do posto da GNR. “Reparei que ele já tinha estado a falar com outras raparigas, que saíram dali assustadas, e quando eu e uma colega passámos junto ao carro onde ele estava, abriu a porta, chamou-nos e perguntou se queríamos entrar e ganhar o dinheiro – uma nota de dez euros – que nos mostrou”, contou a adolescente. “Não respondemos e ele insistiu, o tempo suficiente para eu usar o telemóvel e tirar-lhe uma fotografia e à matrícula do carro.”
De seguida, um grupo de rapazes, alertado para a presença do indivíduo, aproximou-se da viatura, o que fez com que desistisse das suas intenções.
Nos estabelecimentos de ensino da cidade não há registo de queixas sobre as atitudes do idoso, mas o presidente do Conselho Executivo da EBI das Marinhas do Sal, Alexandre Canadas, contou que há dois anos houve denúncias de situações idênticas, supostamente praticadas pelo mesmo indivíduo, no perímetro escolar. Esses casos motivaram uma participação à Escola Segura da GNR, que reforçou a vigilância e desde então não se tinha ouvido falar mais do indivíduo.
O suspeito, casado e com dois filhos, é conhecido na aldeia onde vive por “apalpar as pernas de raparigas” e já foi “sovado por se meter com elas”.
A GNR de Rio Maior está a investigar as novas denúncias e confirmou ontem ter recebido uma queixa de um familiar da menor que diz ter sido aliciada para práticas sexuais.
CASO SEMELHANTE EM ALMADA
Há oito dias, as mães dos alunos da Escola Básica e Jardim-de-Infância n.º 1 do Laranjeiro, em Almada, exigiram mais segurança no estabelecimento de ensino, porque há alguns dias que diversos alunos seriam fotografados e aliciados com doces por um homem, que aparentava ter 50 anos.
O indivíduo terá sido visto a entrar para uma carrinha, onde estaria um cúmplice à sua espera. A PSP de Almada reforçou as rondas nas imediações da escola e está a investigar o caso.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)