Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Idoso atirou a matar contra a mulher

Um desentendimento relacionado com terrenos levou um idoso de 69 anos a disparar quatro tiros de caçadeira contra a própria mulher, em Talaíde, Cascais. O crime ocorreu pelas 09h30 de sábado, na herdade em que vive o casal e os filhos, já casados.
6 de Março de 2007 às 00:00
O crime ocorreu numa herdade em talaíde, concelho de Cascais, onde habitava a família
O crime ocorreu numa herdade em talaíde, concelho de Cascais, onde habitava a família FOTO: Ricardo Cabral
A filha da vítima, que preferiu manter o anonimato, disse ao CM que os desentendimentos entre o casal, casado há 30 anos, começaram há cerca de quatro anos. “Foi tudo por causa da expropriação de um terreno. Eles receberam uma boa quantia, mas quando ela descobriu que estava tudo em nome dele exigiu-lhe que os documentos fossem alterados para nome dos dois”, disse.
O idoso, que tinha armas legais em casa por ser caçador, “há muito que a ameaçava e chegou mesmo a agredi-la”, disse.
De acordo com a familiar, ela ainda apresentou queixa no Ministério Público para que lhe retirassem as armas. “Eles já não estavam a morar juntos e ela conseguiu esconder-lhe uma arma”, disse a filha. Mas fonte da GNR de Trajouce garantiu que estas queixas nunca chegaram ao seu conhecimento.
Na manhã de sábado, a mulher estava a tratar dos animais, no quintal, quando o marido se aproximou. “Perguntou-lhe pelo processo e ela disse para falar com o advogado”, recordou.
Irritado, o homem pegou na caçadeira e disparou quatro vezes. Atingiu a mulher nos intestinos, estômago e pernas e depois barricou-se em casa.
A mulher ainda conseguiu telefonar à filha e pedir ajuda. Enquanto era socorrida, a GNR convenceu o agressor a entregar-se. Como sofre de problemas cardíacos, foi internado no mesmo hospital onde se encontra a mulher, de 66 anos, livre de perigo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)